Fisioterapia motora: Maiores benefícios | E-lastic
Escolha uma Página

A fisioterapia é uma área de suma importância para a vida e saúde humana. Há diversas especialidades com inúmeros focos e uma delas é a fisioterapia motora, que visa prevenir e recuperar pacientes específicos – como aqueles acamados, por exemplo.

Essa fisioterapia é voltada para o tratamento de dores musculoesqueléticas, alterações posturais e pós-operatórios. Neste artigo você vai saber mais sobre a fisioterapia motora e quais equipamentos podem ser utilizados nos tratamentos.

O que é a fisioterapia motora?

A fisioterapia motora tem como objetivo corrigir e restabelecer as condições físicas do paciente. Isto pode ser realizado através de exercícios, alongamentos e avaliações individualizadas.

Como dito na introdução do artigo, a fisioterapia motora pode ajudar no tratamento de dores musculoesqueléticas, mas também pode ser de grande importância na recuperação de pacientes acamados.

Já que pacientes nessas condições podem perder até 30% da força muscular em apenas 7 dias. Portanto, a fisioterapia motora ajuda a restaurar as funcionalidades dos músculos e reduzir incapacidades. Estudos comprovam que a aplicação fisioterapia motora em UTIs, de maneira precoce, apresenta diversos benefícios, como:

  • Menor mortalidade
  • Menor tempo de intubação
  • Menos tempo de permanência na UTI.

Há três situações em que a fisioterapia motora pode ser aplicada: de maneira preventiva, reabilitativa pós-lesão e reabilitativa pós-operatória.

Fisioterapia motora preventiva

A fisioterapia motora preventiva, bem como o nome diz, tem como foco a prevenção. Uma vez que esse método pode ser, por muitas vezes, mais eficaz e barato do que a reabilitação. Além de proporcionar uma melhor qualidade de vida para os pacientes.

A fisioterapia motora preventiva pode ser direcionada para idosos, que demandam um maior cuidado, mas também pode ser aplicada a esportistas – já que para eles é fundamental estar sempre livres de lesões.

Portanto, na fase preventiva, a função da fisioterapia motora é fortalecer o sistema musculoesquelético.

Fisioterapia motora reabilitativa pós-lesão

Não foi possível evitar a lesão por não ter ocorrido a fase preventiva? Infelizmente as chances de uma lesão são maiores e a fisioterapia motora pós-lesão será necessária.

Nessa fase, a fisioterapia motora objetiva recuperar o paciente e, gradualmente, fazê-lo voltar à prática de exercícios normal com o fortalecimento do músculo lesionado.

É comum que nessa fase atletas ou pessoas que praticaram alguma atividade física sem acompanhamento sejam os tipos de pacientes mais comuns.

Fisioterapia motora reabilitativa pós-operatória

Independente do procedimento operatório realizado, é quase que lei a necessidade de tratamento fisioterapêutico. Não por acaso, afinal, com a fisioterapia o paciente consegue se recuperar do jeito correto e voltar à vida normal sem sequelas.

Na fisioterapia motora pós-operatória, o paciente terá um acompanhamento contínuo, de modo que será possível acompanhar e gerar evolução na recuperação do paciente.

Sendo possível auxiliar na cicatrização da região operada, diminuir riscos da fraqueza muscular na região, estimular a movimentação e reduzir a ocorrência de hipotrofia.

Benefícios da fisioterapia motora

Independente do tipo de tratamento aplicado, percebe que a fisioterapia motora atua com muita ênfase na prevenção e reabilitação de pacientes. Por meio de estimulação motora e funcional, no intuito de evitar o comprometimento das funções dos músculos.

Contudo, há diversos outros benefícios na fisioterapia motora, como:

  • Resistência muscular;
  • Recuperação da força;
  • Diminuição de riscos de traumas e lesões;
  • Melhora da qualidade de vida; e
  • Diminuição das dores.

Visando o tratamento eficaz e a recuperação do estilo de vida do paciente, o fisioterapeuta pode utilizar alguns equipamentos que o auxiliem nesse processo. 

Equipamentos que podem ser utilizados na fisioterapia motora

A seguir darei alguns exemplos:

  • Mini bike ergométrica: Devido ao seu tamanho, ela pode ser portátil e utilizada em qualquer lugar – auxiliando fisioterapeutas home care. A mini bike trabalha tanto os movimentos dos membros inferiores quanto dos superiores.
  • Bandagem elástica: É uma técnica que utiliza de bandagens elásticas para posicionar corretamente estruturas musculares e articulares, proporcionando alívio das dores e relaxamento dos músculos. Além de evitar distensões musculares.
  • Dinamômetro isométrico: São equipamentos capazes de mensurar com exatidão a força muscular. Desta forma, o fisioterapeuta consegue avaliar cada fase do tratamento e propor as melhorias corretas através dos dados gerados.

Conclusão

Frente aos benefícios e ao que a fisioterapia motora pode proporcionar à população, você pode ter se interessado em ter ao seu alcance equipamentos que te auxiliem a ter melhores resultados.

Você pode passar a contar com o E-lastic, uma plataforma de mensuração e avaliação da força muscular que te ajuda a praticar fisioterapia baseado em evidências. 

Através do dinamômetro e do app, você tem acesso a funcionalidades exclusivas como relatório de assimetria, relatório de evolução, teste de força muscular baseado em porcentagem de 1RM e muito mais!

Se você quer saber mais sobre as funcionalidades do E-lastic clique aqui ou fale agora com um de nossos consultores.

Se este artigo foi útil para você, compartilhe nas suas redes sociais. Até a próxima!