fbpx

Software as a Service: o que é e como pode ser útil para o fisioterapeuta

Postado em

Softwares são utilizados para tornar rotinas mais práticas e eficazes nas mais diversas áreas. E não é diferente na fisioterapia, onde os fisioterapeutas buscam aprimorar seus atendimentos e reduzir custos, que são possíveis graças a modelos de negócios como o Software as a Service (SaaS).

A revolução tecnológica abrange inúmeras áreas, entre elas a da saúde, na qual ajudou a deixar para trás processos obsoletos e arcaicos, além de agilizar processos e aprimorar o atendimento prestado pelo profissional. 

Software as a service é um modelo de negócio em que o interessado contrata o software, sem a necessidade de instalá-lo em um computador. Assim, o usuário não precisa se preocupar com manutenções, instalações ou coisas do tipo, pois tudo fica a cargo da provedora de serviço. Mais uma das maravilhas que a saúde 4.0 trouxe aos profissionais.

Neste artigo, iremos explicar o que é um Software as a Service e como ele pode ser útil para os fisioterapeutas.

O que é Software as a Service

Software as a Service (SaaS), em português, Software como um Serviço, é um modelo de negócio em que empresas oferecem softwares no modelo de subscrição. Ou seja, a pessoa interessada na solução, paga um valor fixo mensal para a provedora do serviço e tem acesso às funcionalidades do software.

Aqui vão alguns exemplos de empresas que trabalham com esse modelo de negócio:

  • Netflix
  • Spotify
  • Google Drive

Essas empresas desenvolveram e oferecem suas plataformas a usuários interessados e estes pagam uma mensalidade mensal para ter acesso aos serviços. 

Vamos pegar o exemplo da Netflix: imagine que a empresa ao invés de oferecer seus filmes e séries como uma assinatura, fizesse na verdade o envio das mídias físicas do que o cliente desejasse assistir? Haveria diversos custos logísticos para o envio das cópias e em caso de dano, enquanto na posse do cliente, ele teria que arcar com a reposição.

Consegue imaginar a dor de cabeça causada apenas na tentativa de assistir um filme em casa? Isso hoje é evitado graças ao modelo de Software as a Service.

Ainda não entendeu o que é um SaaS? Sem problema, no próximo tópico explicaremos como funciona um Software as a Service e ficará mais claro sua utilidade também para os fisioterapeutas

Como funciona um Software as a Service

Um Software as a Service fica alocado em servidores na nuvem contratados pela provedora do software, ou seja, o programa ou aplicativo fica na internet. Basta ao usuário com acesso ao serviço, apenas utilizá-lo.

Isso é bom, pois tira a necessidade de ter o programa instalado no seu computador. É necessário apenas ter acesso à internet.

O funcionamento de um SaaS é bem simples, na verdade. O usuário paga apenas pelo serviço ofertado pela empresa desenvolvedora do software e tem acesso às funcionalidades que cada plano oferece e poderá utilizar enquanto pagar as mensalidades de forma recorrente.

O único encargo que o usuário paga é pela assinatura. Todas as demais, fica por conta da provedora dos serviços. Assim não precisa arcar com manutenções, infraestrutura e demais coisas chatas que tiram tempo. 

Considerando que o SaaS elimina a parte do trabalho que o usuário teria (manutenção contínua), você, fisioterapeuta, poderá focar no que mais importa e melhorar seus atendimentos. Além disso, por ser um serviço de subscrição (assinatura), a previsibilidade de gastos torna mais viável manter os custos mínimos do orçamento da clínica, por exemplo.

Em resumo: assinando um plano, tendo acesso à internet, você poderá utilizar um software como um serviço. Sem complicações, sem precisar ter conhecimentos técnico sobre hospedagem de sites ou coisa do tipo.

Quais são as vantagens do Software as a Service

O rápido crescimento do Software as a Service não aconteceu por acaso, as vantagens desse modelo de negócio proporcionaram ganhos a empresas e encantaram usuários pela praticidade.

Mas afinal, qual as vantagens do Software as a Service? A verdade é que são inúmeras, mas para não tomar muito de seu tempo, citaremos três:

Redução de custos

Como dissemos, o usuário paga apenas pelo valor do plano assinado. Como não precisará comprar o software, os custos serão diluídos em valores bem menores ao longo dos meses e, em casos de pagamento com cartão de crédito, o valor é cobrado uma vez por mês e não por toda a vigência da assinatura.

Outro ponto, que vale ressaltar mais uma vez, é que o usuário não terá que gastar nenhum centavo com custos de manutenção do software contratado. Todos esses ônus ficam a cargo da provedora do serviço.

Previsibilidade

Este é meio óbvio: se você sabe o valor da assinatura, todo mês saberá quanto exatamente terá que pagar.

Ou seja, não terá surpresa na fatura do cartão por serviços cobrados fora do que foi contratado.

Segurança

Os grandes players do mercado de SaaS sabem que as informações de seus usuários são importantes e por isso buscam os melhores serviços de banco de dados para armazenar tais dados.

Essas empresas contratam grandes servidores em nuvem, como a Amazon AWS ou o Google Cloud para hospedarem seus serviços. Garantem assim, além da segurança da informação, que seus usuários possam acessar suas informações de qualquer lugar do mundo, desde que tenham acesso à internet.

E claro, por ser um software atualizações são lançadas constantemente para incrementar tanto a nível de usabilidade, quanto de segurança.

Como um SaaS pode ser útil aos fisioterapeutas

Os softwares trouxeram diversas melhorias a seus usuários, como agilidade, organização, segurança dos dados, estes que são benefícios bastantes relevantes para a área da fisioterapia, devido ao fato de se trabalhar diretamente com pessoas que, por vezes, estão em situações delicadas. Assim, quando um sistema fornece informações, auxilia no rápido atendimento.

Software como um Serviço ainda pode ser considerado uma novidade na área da saúde, principalmente na fisioterapia, onde os fisioterapeutas têm como hábito a compra de equipamentos. E como toda novidade, o SaaS precisa de um tempo de conhecimento pelos fisioterapeutas, para que a fase do estranhamento fique para trás.

Citado por Costa e Orlovski (2014), na pesquisa “A importância da utilização do software na área da saúde”, Moura (1999) diz que:

“Assim que aprende a utilizar corretamente o software da instituição de saúde, o profissional passa a proporcionar um melhor atendimento, diminuição de erros corriqueiros, assim como a geração de receita para a empresa […] é possível perceber também que por meio do sistema de informações obtidas, tem o maior nível de confiabilidade tanto para equipe operacional quanto clínica”.

Clínicas de fisioterapia são empresas como qualquer outra, isso significa que para continuar existindo e prestando serviços é preciso buscar cada vez mais tecnologias que economizem não apenas dinheiro, mas o tempo dos colaboradores, oferecendo soluções rápidas para os problemas apresentados pelos pacientes.

Nesse pensamento, um Software as a Service, pode oferecer ao fisioterapeutas um ganho de tempo e otimização na organização de informações, por exemplo.

Exemplo de Software as a Service para o fisioterapeuta

Vamos utilizar nosso serviço como exemplo: como SaaS, o E-lastic oferece ao fisioterapeuta um serviço que traduz avaliações de força por biofeedback e as transmite em tempo real para a tela do celular.

Na conta cadastrada pelo usuário, o sistema armazena, processa e organiza os dados das avaliações dos pacientes geradas pelo dinamômetro isométrico, deixando-os acessíveis ao fisioterapeuta para que possa acessá-los a qualquer momento.

Dessa forma, além de evitar o planilhamento manual, o E-lastic provê ao profissional que ele possa avaliar cada caso de forma individual e prescrever os melhores exercícios para a recuperação do paciente.

Por ser um Software como um Serviço, cabe à E-lastic se responsabilizar pelos custos que o sistema gera. Como hospedar o software em um bom servidor nuvem, atualizar constantemente o aplicativo, garantindo maior segurança aos dados e demais itens que mencionamos neste artigo.

Acredito que se chegou até aqui, você já entendeu como funciona um Software as a Service e que ele também pode ser útil para a área da fisioterapia. E que também entendeu que esse modelo de negócio é vantajoso para quem assina a subscrição da solução desejada, pois ajuda a reduzir custos e ter previsibilidade mês a mês.

Clique aqui para saber mais como o E-lastic pode ajudar sua clínica a aumentar os atendimentos e ter lucros maiores.

Até a próxima!

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese