E-lastic e Vasco da Gama fecham parceria | E-lastic
Escolha uma Página

Desde sua fundação, a E-lastic busca oferecer a tecnologia com melhor custo-benefício para que fisioterapeutas consigam mensurar força baseado em evidências. 930 profissionais já utilizam o serviço e agora chegou a vez do Vasco da Gama, clube tradicional do futebol brasileiro, de contar com tudo que esta tecnologia dispõe.

Veja neste artigo um pouco mais dos motivos que levaram a essa parceria e como o Vasco da Gama vai sair na frente de grandes rivais no que tange ao tratamento e prevenção de lesões musculares.

A preocupação da E-lastic com tratamento e prevenção de lesões

Já escrevemos aqui para o blog alguns artigos que falam sobre fisioterapia esportiva, lesões de atletas e de como a fisioterapia pode auxiliar no tratamento de lesões de jogadores.

Somos, de fato, uma empresa preocupada não só com nossos assinantes, mas também com os pacientes que eles atendem.

Sejam esses pacientes atletas ou não, temos pleno conhecimento que lesões musculares acometem com grande frequência a população. E que nem sempre há ferramentas disponíveis para o tratamento – quando há, são caras e muitas vezes inacessíveis.

Por motivos como esse que o E-lastic foi desenvolvido, sempre no intuito de auxiliar não só no tratamento, mas sim prevenir lesões. Acreditamos que prevenir sai muito mais barato do que apenas tratar…

Ainda mais quando estamos falando de clubes de futebol, onde atletas afastados por lesões causam enormes prejuízos esportivos e financeiros.

Esse fato é o grande responsável pelo início da ideia do que viria a se tornar essa parceria com o Vasco da Gama. E que seria preciso a E-lastic ser parceira de um clube de futebol e mostrar a esse universo esportivo que é sim possível prevenir lesões e que não precisa ser somente com o dinamômetro isocinético.

O porquê da parceria com o Vasco da Gama

Primeiramente pelo tamanho e importância do clube a nível nacional e internacional. O Vasco tem a 5ª maior torcida do Brasil, além disso, o clube tem uma força muito grande nas redes sociais, estando em 4º lugar no Índice de Popularidade Digital (IPD).

O Vasco da Gama, como clube tradicional e multicampeão, está sempre em busca de inovar no treinamento físico para seus atletas e evitar que eles percam partidas devido a lesões.

Já a E-lastic, além de ser uma ferramenta capaz de auxiliar os fisioterapeutas do clube no treinamento físico, sente que pode ser de grande utilidade no mercado de fisioterapia esportiva.

Esses profissionais estão sempre em busca das melhores tecnologias e dos melhores tratamentos. E ao tornar maior o alcance do E-lastic, será possível que mais fisioterapeutas recorram a uma ferramenta nacional e com pagamento em Real.

Como a E-lastic vai ajudar o Vasco da Gama

O departamento médico do Vasco, principalmente os fisioterapeutas e preparadores físicos, terão acesso a todas as funcionalidades do E-lastic e também contarão com dois dinamômetros.

O que os ajudará a mensurar força de maneira simultânea, como no exercício de flexão nórdica, muito importante para detecção de assimetria muscular e prevenção de lesão nos isquiotibiais.

Inclusive, esta é a lesão esportiva mais comum no futebol brasileiro. Um estudo analisou os atletas que disputaram o Campeonato Brasileiro de 2016 e constatou que as lesões na coxa representam 41% do total de lesões.

A tecnologia E-lastic vai permitir que os fisioterapeutas do clube, possam ter os principais relatórios completos e acesso a dados brutos de força dos atletas do Vasco de maneira precisa e detalhada.

Com avaliação rotineira, os fisioterapeutas poderão prevenir lesões musculares e evitar que jogadores importantes do elenco fiquem de fora das partidas devido a lesões musculares.

Com a palavra: o CEO da E-lastic

Não é comum em nossas publicações aqui no blog que o CEO e Cofundador da E-lastic escreva algo, mas como a ocasião é especial, ele fez questão de deixar algumas palavras.

Perguntado sobre a sua expectativa com a parceria, ele disse que “a expectativa da E-lastic é realizar um trabalho intensivo com os fisioterapeutas do Vasco para avaliar os principais indicadores de risco de lesão”.

Ainda sobre o assunto, ele ressaltou a importância de um clube sempre contar com todos seus jogadores: “vemos nesse fator algo de máximo impacto em uma equipe esportiva, que precisa manter seus atletas aptos para competição durante a temporada”.

Em complemento, João disse que: “Essa parceria ainda está no início, mas já se inicia com um acompanhamento da evolução dos atletas e do controle de risco de lesão, visando evoluir o serviço E-lastic e fazer entregas de valor para o Clube de Regatas Vasco da Gama.”

Toda a equipe E-lastic está bastante animada com essa parceria e dos frutos que serão gerados para os dois lados.Você pode estar acompanhando atualizações e publicações do tratamento dos atletas do Vasco da Gama no Instagram do clube e também no Instagram da E-lastic.

Se você é fisioterapeuta e quer ter em seus atendimentos a mesma ferramenta utilizada pelo Vasco da Gama, Boca Juniors e outros clubes de futebol, fale agora com um de nossos consultores e saiba como assinar o seu plano.