Lesões no fisiculturismo e como o E-lastic pode ser útil

Postado em
Lesões no fisiculturismo e como o E-lastic pode ser útil

Nos últimos anos, no Brasil, o fisiculturismo vem ganhando mais popularidade e mais qualidade na profissionalização dos atletas. De acordo com a Federação de Culturismo e Fitness do Rio de Janeiro (IFBB-Rio), já são 24 estados com federações filiadas, mais de dois mil atletas participantes de competições regionais por ano e um número estimado de 18 mil fisiculturistas pelo país.

Assim como atletas de alto rendimento de outras modalidades, os extensivos treinos podem acabar resultando em lesões durante a carreira de um fisiculturista, mas, o E-lastic pode não só ajudar na prevenção das mesmas como na recuperação pós-lesão.

Recuperação

Um case de sucesso quanto a recuperação pós-lesão, utilizando o E-lastic, é o do atleta de fisiculturismo Paulo Henrique Soares. A lesão de Paulo foi considerada um caso raro: ele rompeu os dois tríceps durante a preparação para competição do Campeonato Brasiliense de Fisiculturismo 2018. Os médicos preparadores não viam outro tipo de tratamento além da intervenção cirúrgica.

Contudo, com o auxílio do fisioterapeuta Kleber Caiado, o atleta se recuperou sem cirurgia. Utilizando o E-lastic, foi realizada a quantificação dos os testes de força para que o tratamento fisioterapêutico fosse mais específico e concentrado nas dores da lesão de Paulo.

Lesão no Fisioculturismo de atleta Paulo Henrique Soares
Lesão no Fisioculturismo de atleta Paulo Henrique Soares

Na primeira sessão de avaliação após contundido, Paulo não conseguia gerar mais do que 5 kgs de força com a musculatura lesionada. A partir desse ponto, o fisioterapeuta Kleber realizava exercícios de fortalecimento e 1 vez por semana, refazia o teste de força. Como pode ser visto aqui e aqui.

Após conquistar não só a força de volta, mas também corrigir as assimetrias nos valores, em cerca de dois meses o atleta foi liberado e pôde participar do campeonato para que estava se preparava, finalizando-o com resultado satisfatório.

Fisioculturista Paulo Henrique Soares recuperado de Lesão com E-lastic
Fisioculturista Paulo Henrique Soares recuperado de Lesão com E-lastic

Prevenção

A tecnologia do E-lastic é importante na prevenção pois ela é capaz de avaliar força muscular. Com o auxílio do nosso aplicativo, o profissional pode avaliar, comparar e gerar relatórios sobre a evolução de força máxima de um atleta ou paciente. Dessa forma, a progressão de um atleta pode ocorrer de maneira assistida e saudável.

Além disso, com as avaliações de força, ainda é possível identificar assimetrias e trabalhar em prol de reduzi-las, assim, preparar um treino mais sadio e proveitoso.

Avaliação de força com E-Lastic
Avaliação de força com E-Lastic

Quer saber mais do E-lastic? Preenche o formulário abaixo que entramos em contato com você!